sábado, maio 10, 2008

O temor do Senhor-Publicado no Saite: www.adibes.com.br

O temor do Senhor Jó 28.28 - E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e o apartar-se do mal é a inteligência. O temor de Deus e a reverência pôr Ele são fundamentais no relacionamento do crente com Deus. 1. Sl 61.5 Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; deste-me a herança dos que temem o teu nome. 2. Pv 1.7 O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; mas os insensatos desprezam a sabedoria e a instrução. O temor do Senhor nos torna cuidadosos e alertas para não ofendemos nosso Deus santo. Sem esse fundamento, não existe sabedoria genuína, e nenhuma experiência salvífica resistirá as provas do tempo e da tentação. 1. Gn 39.9 ele não é maior do que eu nesta casa; e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto és sua mulher. Como, pois, posso eu cometer este grande mal, e pecar contra Deus?O real temor de Deus e a real sabedoria bíblica fazem o crente abster-se do mal, e produzem "At 9.31 e andando no temor do Senhor; Consolação do Espírito Santo". Lucas enfatiza a fórmula " Temer a Deus" tanto no seu evangelho(Lc 1.50 E a sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem. 18.2 dizendo: Havia em certa cidade um juiz que não temia a Deus, nem respeitava os homens. Lc 23.40 Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando na mesma condenação?).Como aqui neste versículo em Atos. São tementes a Deus( os gentios que abraçaram a fé Judaica) que formam a base inicial da obra missionária aos gentios no cap. 10( 10.2,22,35; 13.16,26).o temor do Senhor produz confiança e obediência, bem como afastar-se do mal. Sl 111.10 O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; têm bom entendimento todos os que cumprem os seus preceitos; o seu louvor subsiste para sempre. Isto, pôr sua vez, resulta na "Consolação do Espírito Santo".Temer a Deus e continuar no pecado é uma impossibilidade moral. A pessoa que apregoa a majestade de Deus e a sua oposição ao mal será notada pôr seu esforço sincero, decisivo e total de separar-se do pecado. Sl 4.4 Irai-vos e não pequeis; consultai com o vosso coração em vosso leito, e calai-vos. Pv 3.7 Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal. Pv 8.13 O temor do Senhor é odiar o mal; a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa, eu os odeio. Pv 16.6 Pela misericórdia e pela verdade expia-se a iniqüidade; e pelo temor do Senhor os homens se desviam do mal. Is 1.16 Lavai-vos, purificai-vos; tirai de diante dos meus olhos a maldade dos vossos atos; cessai de fazer o mal. O temor do Senhor conduz a obediência a sua palavra: Sl 112.1 Louvai ao Senhor. Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor, que em seus mandamentos tem grande prazer! Sl 119.63 Companheiro sou de todos os que te temem, e dos que guardam os teus preceitos. Pv 14.2 Quem anda na sua retidão teme ao Senhor; mas aquele que é perverso nos seus caminhos despreza-o. 16 O sábio teme e desvia-se do mal, mas o tolo é arrogante e dá-se por seguro. 2Co 7.1 Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus. Ef 5.21 sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo. 1Pe 1.17 E, se invocais pôr Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor durante o tempo da vossa peregrinação. CONCLUSÃO Deus como nosso pai, usa de misericórdia para com todos mais as pessoas que não o teme e continua sem mudança de vida pode viver a sua vida inteira caminha no tempo da sua peregrinação. Mais a maior sabedoria e inteligência e temer a Deus andar com retidão diante dos teus olhos. Por Jasson Herculano, Diácono da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Vila Velha - Tel.: 3239-9288/9312-9303

A humilhação e a exaltação de Cristo - Publicado no Saite www.adibes.com.br

A humilhação e a exaltação de Cristo Introdução: A Epistola aos Filipenses contém menos advertências e mais elogio do que qualquer outra das epistolas de Paulo. É uma carta alegre, calorosa, e embora sem a comum correção paulina, de erros doutrinários, ela tem um valor imenso no ensino da necessidade de progresso e de alegria na fé. Nos anos 60-62 d.C., Paulo estava na prisão em Roma, esperando julgamento. Perto do final deste tempo, Epafrodito, um líder cristão de Filipos, chegou trazendo uma oferta daquela igreja. No caminho para Roma, Epafrodito adoeceu gravemente (Fp 2.25-27.), e, impossibilitado de retornar com seu companheiro, permaneceu com Paulo até poder terminar suas viagens. Paulo o enviou de volta a cidade de Filipos, com esta carta. O Tema de Filipenses pode ser encontrado no versículo 25 do capítulo 1: ".... e permanecerei com todos vós, para o vosso progresso e gozo na fé." Este desejo profundo de Paulo para os crentes reflete por toda a carta. E nesta carta os crentes são encorajados a desenvolverem uma fé pessoal forte, que não depende de ajudar (Fp 1.27;2.12) I.e, ele os orienta a terem: 1. Progresso (Proveito). 2. Alegria. A palavra grega para alegria aparece nesta pequena epístola, 16 vezes. E traduzida como regozijo, gozo e outros sinônimos, mas a mensagem e claramente uma: a alegria constante e profunda. 3. Fé. O objeto da fé dos filipenses, Cristo, é apresentado de quatro maneiras nesta carta. Um erudito da Bíblia sugeriu a seguinte apresentação: Ele é a sua vida "...para mim, o viver é Cristo..."Fp 1.21 Ele é seu exemplo: " Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus." Fp 2.5 Ele é seu alvo: " Prossigo para o alvo (Cristo), para o prêmio..." 3.14 Ele é sua fortaleza: "tudo posso naquele que me fortalece." Fp 4.13 Quando lemos esta carta no seu capítulo dois a parti do versículo 3 ao 11, passamos a aprender sobre. À Humildade e Prontidão em Servi, e temos como maior exemplo a humildade integral de Cristo. Esta passagem e uma das passagens mais controversas da Bíblia, mas estudando-a cuidadosamente, podemos encontra as grandes riquezas desta passagem, tais como: A HUMILHAÇÃO DE CRISTO: É incorreto dizer que Cristo era Deus e se tornou homem. Cristo é Deus e se tornou o Deus-homem. Esta é a importante verdade que Paulo quer esclarecer aqui nesta passagem escrita sob a inspiração divina. 1. "...Sendo forma de Deus...". A palavra traduzida "sendo", nesta frase, não é a palavra comum para "sendo", mas refere à essência de alguma coisa ou àquilo inato ao seu caráter. Note também que o verbo está no particípio presente. Não se refere, assim, a um estado passado do ser, mas a um estado contínuo. Jesus sempre foi Deus pela sua própria natureza e igual ao Pai. Jo 1.1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Jo 8.58 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. Jo 17.24 Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do mundo.Cristo, no entanto, não se apegou aos seus direitos divinos, mas abriu mão dos seus privilégios e glória no céu, a fim de que nós, na terra, fôssemos salvos. 1Jo 4.9 ;Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por meio dele vivamos. 2. "...não teve por usurpação ser igual a Deus". Primeiramente , a palavra "usurpação" torna esta frase de difícil compreensão. A palavra seria melhor traduzida como "segurar firmemente". Segundo não foi sua divindade que Cristo não manteve firmemente, mas os direitos, e honrarias desta posição. 3. "...Aniquilou-se a si mesmo...". A palavra traduzida "aniquilo-se" é em grego kenos e deve ser traduzida por esvaziar-se, geralmente usada no sentido de desapossar, difamar ou não usar. I.e., Jesus deixou de lado sua glória celestial (Jo 17.4 Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.) sua posição; Jo 5.30 Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não procuro a minha vontade, mas à vontade daquele que me enviou. Suas riquezas; 2Co 8.9 pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que pela sua pobreza fôsseis enriquecidos. Esse "esvaziar-se" importava não somente em restrição voluntária dos seus atributos e privilégios divinos, mas também na aceitação do sofrimento, da incompreensão, dos maus tratos, do ódio e, finalmente, da morte de maldição na cruz. (Vs 8). 4. "...tomando a forma de servo...". Embora Jesus Cristo permanecesse em tudo divino, ele tomou sobre si uma natureza humana com suas tentações, humilhações e fraquezas, porém sem pecado ("Hb 4.15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como eu, em tudo foi tentado, mas sem pecado."). 5. "... fazendo-se semelhante aos homens". A palavra "semelhante" aqui não e "morfe" mas "equema". Lembre-se de que "morfe" se refere a características imutáveis, internas e da natureza . ao contrário, "squema" se refere às características mutáveis, físicas. Nisto Paulo deixa claro que Cristo é perfeitamente homem, mas sem a natureza pecaminosa de Adão.Cristo era um homem puro a semelhança de Adão antes da queda. 6. "...Morte de cruz". A Crucificação era uma morte reservada para os escravos e criminosos perigosos.Dizia-se que um homem crucificado morria mil mortes. No caso de Cristo ele morreu por milhões de Mortes; 2Co 5.21 Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus. A EXALTAÇÃO DE CRISTO( Fp 2.9-11) Como já observamos, a regra paradoxal no reino de Deus é que ser servo conduz a elevação. Cristo demonstrou esse princípio quando voluntariamente renunciou ao exercício de Sua vontade ( Jô 6.38) e à glória que havia tido com o pai, na eternidade passada (Jô 17.5), para se tornar um servo, Deus-homem. Por causa de sua obediência, o Pai O exaltou acima de todo ser. 1. "...Deus o exaltou...". A palavra aqui traduzida "exaltou" se refere a uma exaltação supereminente; o grau mais alto possível. Ela é usada somente esta vez na Bíblia e se refere à eminência de Cristo. 2. "...Deu-lhe um nome...". Nome aqui significa "grau" ou "título" como usado em Efésios 1.21. A frase seguinte, " nome de Jesus", significa o "titulo que pertence a Cristo". 3. "... Todo o joelho, nos céus, na terra, e debaixo da terra." Este é um modo simbólico de dizer, anjos bons, homens e anjos maus caídos (Jd1.6 ) ou toda criatura vivente, ajoelhar-se-ão e confessarão que Cristo e o Senhor. Is 45.23 Por mim mesmo jurei; já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua. 4. "...Para a glória de Deus Pai...". Dentro da Trindade não há ciúmes ou competições. Por esse motivo vemos que o Pai e glorificado com a exaltação do filho. Conclusão: Deus planejou a salvação de toda a humanidade, demonstrando o seu amor ele enviou o seu único filho, para execultar o seu propósito de nós salvar. E hoje esta salvação esta sendo anunciada pelo Espírito Santo, então se você hoje ouvir a vós do Espírito Santo não endureça o seu coração; mas atente para esta tão grande salvação; Hebreus 2:3 : "Como escaparemos nós se não atentarmos para uma tão grande salvação?, a qual começando a ser anunciada pelo Senhor foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram." Pb. JASSON HERCULANO. Em breve lançamento de livro baseado neste tema.....

Fugi da Prostituição 1º Co 6.18a

Nestes dias, vendo a situação da Igreja do Senhor, posso falar que certamente o maior desafio da atualidade é prostituição. Este é o maior, sem dúvida alguma. Pelos séculos, a Igreja passou por vários momentos... Houve momentos na história do cristianismo em que seduções insurgiram-se em seu seio. Problemas terríveis, mas, nunca como agora, em que o "carro chefe" seja algo que fale à nossa fidelidade de uma maneira que nossa natureza carnal seja tão afetada ao ponto de nos desnortearmos... Sabem o que significa "desnortear"?.. "Perder o ´Norte´"!! Isto é, ficar desorientados, sem apontarmos para o "alvo", e o nosso é Cristo Jesus.Todos os ataques pelos quais a Igreja do Senhor passou, mesmo os mais terríveis, foram "de fora para dentro"... Mesmo as heresias históricas, se as estudarmos, veremos que mesmo surgindo "dentro", têm pressupostos que não são internos. Estes sincretismos adotados por alguns foram problemas seríssimos... mas, nem de longe equiparam-se à prostituição. Este é o único problema sobre o qual a orientação é "fugir". Este verbo, "feugô", significa "escapar de algo abominável, encontrar segurança na fuga - em si". Ou seja, a "fuga" É O ÚNICO MEIO DE SE ESTAR SEGURO!!! Isto é sério, irmãos. "Fugir" é correr feito um louco, sair MESMO de tudo o que afeta o meu corpo. Sobre o quê o autor está se referindo? Pode-se chamar de "prostituição", na Bíblia:1 - Adultério, fornicação (relação sexual pré marital), homossexualidade (masculina e feminina), relação sexual com animais (zoofilia) etc.2 - Relação sexual com parentes próximos; Lv 183 - Relação sexual com um homem ou mulher divorciada; Mc 10.11,12Por que a prostituição é tão perigosa? Veja o restante do texto de 1 Co. 18: "...Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo.".Falo como seu Pastor, seu amigo, aquele que vê neste mal o pior de todos pelos quais a Igreja do Senhor passou em todos os seus períodos. Como autoridade estabelecida por Deus sob a unção e misericórdia do Senhor Deus, para que, nestes dias que podem ser os últimos, levante o estandarte do Senhor e defenda o arvorar da bandeira do Reino de Deus, peço-lhe, minha ovelha, fuja da prostitição. Não "converse" com ela.. não "flerte" com o mal... não tente "encará-la", pois só o pensar em fazer tal coisa é sinal de erro. Ninguém pode "vencer" a prostituição, ninguém. Só se VENCE a prostituição FUGINDO da mesma!!!! A nossa força está nesta aparente "fraqueza"!!!!!Se você está tendo: pensamentos estranhos (zoofilia, pedofilia, homosexualismo, fornicação), se está tendo acesso a materiais pornográficos, se está pensando demais em adultérios e, por consequência disto tudo se você está se masturbando frequentemente.... você pode estar desenvolvendo uma dependência "química" (é "química" pois está descarrendo, com frequencia nociva, uma série de substâncias, inclusive endorfinas, que farão de seu organismo uma "fábrica para a supressão do prazer"... só que o prazer, aí errôneo, não será suprimido, tornando-se um hábito cada vez mais frequente, como o uso de qualquer droga alucinógena, até que você não consiga mais parar. Também, já desenvolvera uma dependência "espiritual" maligna. Alimentará o demônio, uma metáfora bíblica à sustentabilidade do Mal no mundo, através da atuação demoníaca: "E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente (ISTO É, A QUE TENTOU EVA, QUE A FEZ PECAR, QUE PASSOU A SE ALIMENTAR "DO PÓ DA TERRA". VIMOS QUE O HOMEM É CHAMADO DE "PÓ", LOGO, A SERPENTE PASSARIA A SE ALIMENTAR "DO HOMEM"), que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos." - Ap. 12:9.1 Co. 11:3: "Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo.".Este é o nosso maior desafio. Cuidado, irmãos. Não sejam como os coríntios, reprovados, lamentavelmente. A reprovação a que me refiro, agora, é a referente à prostituição. Reprovação significa, quando bom, um recomeço difícil, doloroso, cansativo ao máximo, e muitas vezes sem o brilho e o ardor do início. Somos impressionáveis, e a desaprovação pode ser algo muito forte em nossa vida. Não fomos criados para a perda, mas, para o ganho. Por isso, com Cristo, não perdemos... "Portanto, ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso seja Paulo, seja Apolo, seja Cefas, seja o mundo, seja a vida, seja a morte, sejam as coisas presentes, sejam as futuras, tudo é vosso, e vós, de Cristo, e Cristo, de Deus.". - 1 Co. 3:21-23.A prostitição "chama" outros pecados, como a maconha chama outras drogas mais pesadas. É um "chamariz" para que venha o vício, a soberba, a demência, a loucura. O que tenta satisfazer ao constante pedido da carne para que se prostitua, por exemplo, com a masturbação é semelhante àquele que tenta saciar uma fome com ar... Ele vai correr de boca aberta, nunca satisfazendo-se, mas com uma "sensação" momentânea do contrário, pois está entrando ar.... mas é em seus pulmôes, não algo que será convertido em sustento nos seus intestinos. A prostituição é egoísmo, pois procuro satisfazer a mim, como um louco. É irracional, pois é vazia em si mesma. É "boa" para a carne.... para a natureza caída...... mas, e "depois"?.. Bem, tornar-se-á a cair... e cair... e cair, de novo. É uma estrada tão sinuosa e obscura que, uma vez sendo percorrida por muitos kilômetros, talvez, em um "belo" dia descubra-se que não é mais conhecido o "caminho de volta". No final da estrada da prostituição só resta a frustração máxima, a eterna idéia de que nada daquilo valera a pena. Isto é terrível, pois equivale a quase enlouquecer.... É muito pior do que enlouquecer, pois o "louco" está fora de si, completamente. Aquele que vive em um eterno constante de quase loucura deseja, por muitas vezes, enlouquecer mas não consegue."Quem há entre vós que tema ao SENHOR e ouça a voz do seu servo? Quando andar em trevas e não tiver luz nenhuma, confie no nome do SENHOR e firme-se sobre o seu Deus". - Isaías 50:10.Em Cristo Jesus, Pr. Artur Eduardo

Prezados (as) leitores, bom dia!

Graça e Paz, amados! Venho por meio deste, informar que a partir do Mês de Agosto de 2018 .  Os sermões, estudos, agenda e demais ...