segunda-feira, agosto 31, 2015

“O SELO E O PENHOR”








Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.
 O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória. 
Ef 1.13-14  






“Sejam cheios do ESPIRITO SANTO”


O Espírito Santo é o selo de Deus sobre o Seu povo, a Sua reivindicação sobre nós como pertencentes a Ele. A palavra grega traduzida como "garantia" nestas passagens é arrhabōn que significa "penhor, entrada", isto é, parte do dinheiro de compra ou de propriedade dada antecipadamente como garantia para o resto. O dom do Espírito para os crentes é um sinal da nossa herança celestial que Cristo nos prometeu e garantiu na cruz. É porque o Espírito nos selou que temos a certeza da nossa salvação.

“Ninguém pode quebrar o selo de Deus.”

O Espírito Santo é dado aos crentes como uma "primeira parcela" para assegurar-nos de que a nossa plena herança como filhos de Deus será entregue. O Espírito Santo nos é dado para confirmar que pertencemos a Deus, o qual nos concede o Seu Espírito como um dom, assim como Sua graça e fé são dons (Efésios 2:8-9). Através do dom do Espírito, Deus renova e nos santifica. Ele produz em nossos corações os sentimentos, esperanças  desejos que são evidência de que somos aceitos por Deus, que somos considerados Seus filhos adotivos, que a nossa esperança é genuína e que a nossa redenção e salvação são certas da mesma forma que um selo garante um testamento ou acordo. Deus concede-nos o Seu Espírito Santo como o penhor certo de que somos Seus para sempre e seremos salvos no último dia. A prova da presença do Espírito é a Sua transformação no coração que produz o arrependimento, o fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23), a conformidade com os mandamentos e vontade de Deus, uma paixão pela oração e louvor, assim como amor pelo Seu povo.

Afinal SOMOS;

Redimidos Pelo Filho:

Deus planejou a nossa salvação, para isto nós redimiu através de seu filho amado Jesus Cristo, que pagou o preço por nosso resgate, a palavra Redenção no seu termo originalmente escrito, em grego, tem três sentidos;

1º Agorazo: Comprar no mercado de escravo;

2º Exagorazo: Retirar da escravidão, por transação;

3º Lutroo:comprar comprar escravo e dar lhe plena liberdade.

O Preço da Redenção;

Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, (1Pe 1.18-19)

Salvos, pela FÉ;

Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus. Jo 1.12  

Deus nós deu um novo nome, uma nova identidade, uma marca autentica;

·         O seu Corpo (Cristo);
·         Sua Minha Igreja;
·         Geração Eleita;
·         Sacerdócio real;
·         Nação Santa;
·         Povo Adquirido;
·         Sois povo de Deus, e por fim Noiva de Cristo que será arrebatada.

ATRAVÉS DE JESUS SOMOS:
·
Ø Libertos do Poder da Culpa; Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo? (Hb 9.12 )

Ø Libertos do Poder das Trevas; E que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado; (Cl 1.13)

Ø Libertos do poder do Pecado; Que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade. (Tt 2,14)

SOMOS SELADOS COM O ESPIRITO SANTO;

A expressão SELADOS no grego e Sfalgis, Isto é; Fechar para Guarda e Proteger, o selo do Espirito Santos marcar, autêntica, assegura e protege.

É Deus dizendo; Está marcado pelo sangue redentor, ninguém toca nele não, pertente a mim.  

O Espírito Santo na Epístola de Éfeso;

A)  No versículo 14 do primeiro capitulo identificamos que; ELE NOS AJUDA A ESPERAR O ARREBATAMENTO.
     Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito. Jo 14.26
B)  No versículo 17 do primeiro capitulo identificamos que; “ ELE EO ESPIRITO DE SABEDORIA E DE REVELAÇÃO”
C)  No versículo 18 do segundo capitulo identificamos que; “POR ELE TEMOS ACESSO AO PAI”
D)  No versículo 16 e 20 do terceiro capitulo identificamos que; “ELE OPERA COM PODER NO HOMEM INTERIOR”
E)  No versículo 3 do quarto capitulo identificamos que; “ELE GERA “UNIDADE” “O VINCULO DA PAZ” Leia; JO 14.27.
F)  No versículo 30 do quarto capitulo identificamos que; “ELE TEM CIUMES PODE ENTRISTECER”
G) No versículo 18 do quinto capitulo identificamos que; “ELE E TEU ” E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;

“Sejam cheios do ESPIRITO SANTO”


Saudações em Cristo,

Evangelista J.Herculano



quinta-feira, agosto 27, 2015

A DOBRA DE TRÊS DA VISÃO DE SALOMÃO




Ec 4:9-12.
4.9 Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
4.10 Pois se caírem, um levantará o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante.
4.11 Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?
4.12 E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.

Introdução

A maior referência de Salomão, Rei de Israel:
A sabedoria em todos os aspectos

·        Sabedoria Social.
·        Sabedoria Administrativa.
·        Em especial: O Dom da Palavra da Sabedoria.
SALOMÃO tinha a palavra que definia questões, a palavra que resolve.
SALOMÃO teve seu nome mui arranhado, face à história das 700 mulheres e 300 concubinas. ENTRETANTO, antecedendo sua morte, ele termina a vida na terra escrevendo o Eclesiastes e o Cântico dos Cânticos, onde ele narra uma grande história de amor fidelíssimo entre um homem e uma mulher.Ec 9:8, Ec 4:9-12.

A Dobra de Três
O Cordão de Três Dobras

O termo “dobra”, no grego πτυκτός = ptyktós, significa: “que tem dobras” (que é duas ou mais vezes além do natural).
Etimologia: “Parte de um objeto que, voltada, fica sobreposta a outra” (outra parte por cima).

O sábio Salomão viu a união conjugal como um cordão dobrado três vezes.  Uma dobra de três.

CORDÃO:
1.     Uma corda delgada.
2.     Uma corda de diâmetro reduzido.
3.     Cabo de pequeno diâmetro, formado de muitos fios de cobre e empregado em ligações elétricas.

DOBRAR – em grego, é διπλασιάζω = viplasiázo. Etimologias:
1.     Tornar duas vezes maior; duplicar. 
2.     Tornar maior; aumentar.  
3.     Tornar mais completo, mais intenso.

Ptyktós, significa: “que tem dobras” (o sábio Salomão disse: “três dobras”).
A esta junção tríplice ele chamou de: “cordão de três dobras”.
Como entender a visão de Salomão em Ec 4:9-12?

De onde procede a Família?

A família procede de Deus. Trata-se de uma instituição 100% divina. Pela ordem as cinco grandes instituições divinas são:
1>  O Matrimônio: Trata-se da união de duas pessoas.
2>  A Família: É a continuidade da ‘união matrimonial’.
3>  O Lar: Nem sempre o lar é referência de união familiar. Mas isto não descaracteriza a natureza do lar como habitat familiar.
4>  As Nações: A família é a base dos segmentos humanos que fazem uma nação.
5>  A Igreja: Do ponto de vista humano, propósito de Deus para a Igreja tem a família como base. Relacionamento “cooperativo”.
A palavra cooperar procede do grego συνεργέω = sinergéo, significa: “prestar colaboração simultaneamente”, “trabalhar em comum”.


Quais os Tipos de Relacionamento na Família?

No âmbito da família devem existir três tipos de relacionamentos, principalmente, se a família for de natureza cristã <esposo, esposa e filhos>:

1>  Primeiro Relacionamento: O relacionamento DIVINO <família e Deus>. Este relacionamento envolve:
A)   A Igreja.
B)   A Palavra de Deus.
C)   A Oração contínua, persistente, acompanhada de todos os seus acessórios, os quais são literalmente conhecidos pelo termo  CONSAGRAÇÃO. 
2>  Segundo Relacionamento: O relacionamento HORIZONTAL <esposo e esposa>.
Cuidado:
As Maldições procedentes da cultura da briga de marido e mulher.
“...a maldição sem causa não virá” – Pv 26:2.
2 Sm 21.
3>  Terceiro Relacionamento: O relacionamento VERTICAL <pais e filhos>.
·   A Família Moderna
·   Seus Problemas e Reaçãos

·        A Convivência com “Valores errados”.    
                                                                                       
o       Valores Matrimoniais errados <os legisladores do casamento priorizam legislações favoráveis à diminuição do espaço para se adquirir divórcio, desquite. As brigas “culturais” do casamento que são verdadeiros chamarizes de maldição verbal...>.

o       Valores Familiares errados.
·        A convivência inadequada entre pais e filhos. Uma convivência perniciosa em atos e palavras.
·        Pais e filhos que falam de sexo de forma aberta, como recomendação obrigatória de uma sociedade desmoralizada, representada por uma imprensa (TV) descomprometida com quaisquer tipos de valores morais.
·        Pais que compram camisinha para os filhos e incentivam-nos a usá-las. Alguns, filhos ainda em menor idade.
·        Moças que desrespeitam o ambiente familiar ao levar namorados para dentro de casa, onde eles dormem, trocam carícias eróticas, dormem juntos em quartos de portas fechadas, sempre debaixo do olhar passivo dos próprios pais.
·        Filhos que dão a seus pais tratamento de você, velho, coroa...
·        Conflitos marido-mulher na presença dos filhos, quando fatos que deveriam permanecer em sigilo aos filhos tornam-se desvendados, o que leva filhos a traumas, ódio, nôjo daquilo que chamamos de casamento...


o       Valores Infantís errados.
·        *Babá de crianças hoje é a tv.
·        *Crianças relacionam-se diariamente cerca de 12 hs com a TV.
·        *Crianças têm acesso a mensagens subliminares na TV que lesam o cérebro infantil por longos anos.
·        *Crianças não podem mais ser discipliandas pelos pais, porque o estatuto da criança proíbe o uso de varas...
·        Crianças determinam o que gostam e o que não gostam.

o       Valores Pessoais errados.
·        Apologia a injustiça, a crimes...o que defendíamos como bom não serve mais; o que repudiávamos como ruim hoje presta....

o       Valores Morais errados.
·        Lares envolvidos com pornografias, filmes pornográficos, sexo pela internet, palavrões de níveis baixos, o uso de roupas íntimas na sala, na cozinha....
·        O que falar da moderna cultura do namoro e do noivado!!!! Ficar, transar, xavecar...

o       Valores Culturais errados.
·        Eliminamos cultos domésticos, porque o espaço tomado pela internet, pela tv, pelos dvds, pelo video game, etc. não permite.

o       Valores Religiosos errados. Nota: Igreja local e família deveriam viver em cooperativa, mas as igrejas locais apartaram-se da responsabilidade que tinham junto à família.


·        Consumismo.
·        Consumismo é o ato de consumir produtos ou serviços, muitas vezes, sem consciência. Propagandas e publicidades podem exercer influências carnais nas pessoas, induzindo-as a consumos desnecessários. Isto é tornar-se vítima de um capitalismo selvagem. O consumismo chega a ser uma doença. Pessoas compram coisas que não tem utilidade para elas, ou até mesmo coisas desnecessárias por apenas vontade de comprar. Por outro lado existe a cobrança de status. Satisfações a dar a vizinhos, à posição como pessoas públicas.... RESULTADO FINAL: Dívidas impagáveis que desestabilizam a pessoa....

·        Pressão pelo Sucesso.
·        Não podemos viver pensando em dar satisfações sociais a amigos, vizinhos, igreja...NÃO!!!!  Se alguém muito próximo a nós comprou um carro ou passou a andar com roupas de grife, não tentemos empatar o jogo. Não!!! Nossa hora vai chegar!!!!! Aleluia!!! A fé respeita a prudência e vice-versa.

·        A Infiltração das Drogas no Lar da Família.
·        As pessoas precisam estar preparadas para lidar com isso.
·        Incompatibilidade entre casais podem manifestar-se aos filhos como porta aberta de acesso a drogas....

A Visão de Salomão: O Sábio

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.  Porque, se um cair, ‘o outro levanta o seu companheiro’; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante””
4:9-10

UMA SOCIEDADE DE DOIS é plenamente possível. 
Os trabalhos de uma só pessoa sempre serão mais rendosos em tempos e recursos quando procedidos por duas pessoas. Por quê?
Porque trabalha-se menos – desgasta-se menos – economiza-se mais tempo.... ”Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho”.

POR OUTRO LADO: Em qualquer esfera da vida, se uma pessoa isolada cair terá dificuldades em levantar-se. Até poderá levantar-se, é claro. Mas, o problema não está em levantar-se, e sim em quanto tempo ficará esta pessoa estirada ao chão. Entretanto, segundo o sábio Salomão, se cairmos tendo um companheiro ao lado certamente não ficaremos caídos. Teremos uma mão amiga sempre à nossa disposição. Prestemos atenção nas palavras do sábio Salomão: “Porque, se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante”.

“Também, se dois dormirem juntos,
 eles se aquentarão; mas um
só como se aquentará?”
4:11

A vida é constituída de dias agradáveis e dias desagradáveis.
Dias ensolarados e dias chuvosos. Dias quentes e dias frios.
DIAS FRIOS: Doenças, enfermidades, problemas, etc. etc.
Nesses dias, isto é, nesses dias frios, é extremamente difícil solucionarmos crises sem a presença de um companheiro fiel. Palavras do sábio Salomão: “...se dois dormirem juntos, eles se aquentarão”. OU SEJA, certamente encontrarão caminhos de saída, soluções satisfatórias.

“E, se alguém quiser prevalecer contra um,
os dois lhe resistirão;
e o cordão de três dobras
não se quebra tão depressa”
4:12

LATIM: ei – o funiculus à cordão
triplex - três <3 em 1>
difficile - <é> difícil
rumpitur - romper - Etimologia: Não faz-se em  pedaços; não despedaça;  não se quebra.

O casamento possui adversários de faces cruéis, impiedosos, indomáveis. São adversários letais, mortais. Tudo farão para que o casal se distancie mesmo vivendo debaixo do mesmo teto. SIM! Existem separações não legalizadas que têm a mesma natureza das separações legalizadas tais como o divórcio.
Uma pessoa em nível de esposa ou esposo, sozinha, dificilmente resistirá diante de um cerco satânico bem montado para destruir seu casamento ou sua própria integridade física, moral, espiritual.....Sempre ficará difícil a um sozinho vencer....
Perseguições bem tramadas derrubam.
ENTRETANTO, o sábio Salomão revela que, quando há comunhão e companheirismo entre os dois cônjuges e Deus, o que por ele é identificado como “CORDÃO DE TRÊS DOBRAS”, certamente haverá resistência com VITÓRIA.

AS DUAS PRIMEIRAS DOBRAS indicam o esposo e a esposa.
A TERCEIRA DOBRA não são os filhos e nem os amigos.
A TERCEIRA DOBRA não são os pais do casal.
A TERCEIRA DOBRA não é a Igreja local na vida do casal.
A TERCEIRA DOBRA não são os recursos econômicos do casal.
A TERCEIRA DOBRA é Deus, O Criador e Redentor Eterno.
CASAMENTO não é a união de duas pessoas apenas, e sim TRÊS PESSOAS – e essa terceira pessoa precisa e deve ser Deus.
Sem a presença de Deus pode haver lar, mas não haverá família jamais.
Sem a presença de Deus pode haver dois cônjuges, mas não haverá companheirismo jamais.

Epílogo

A Família é a célula manter da civilização humana. Deus é a Base do casamento e da família. Sem a família não haverá jamais Igreja – Sociedade e Nação dignas de respeito. Sem Deus no CASAMENTO, entretanto, não haverá FAMÍLIA JAMAIS. Oremos sempre: “DEUS, SALVE A MINHA FAMÍLIA”. 

Pr. Joel Machado