segunda-feira, maio 12, 2008

“AVIVA O SENHOR A TUA OBRA EM NOSSAS VIDAS” - ESBOÇO -

“AVIVA O SENHOR A TUA OBRA EM NOSSAS VIDAS” TEXTO : HB 3. 2-3 INTRODUÇÃO : Vivemos em uma época marcada pela comprimento da palavra de Deus, e onde os homens ao se aproximar do tempo do fim eles seriam mais amantes de si mesmo, orgulhos e cobiçosos de torpe ganância, e infelizmente isto tem atingido até o ambiente da igreja, gerando um grande declínio espiritual. as pessoas que tem percebido este vírus tão contagioso andam preocupadas e percebem que a melhor saída e orar ao Senhor como orou o escritor do Sl 85.6 Não tornarás a vivificar-nos, para que o teu povo se alegre em ti? a oração dele foi ousada, ele pediu para Deus tornar a criar neles um verdadeiro e genuíno avivamento como fez Habacuque, pois lembre-mos que sem a alma divinamente vivificada e inspirada, a observância do ritualismo mais cheio de grandiosidade é tão sem valor quanto os movimentos de um cadáver galvanizado, então clamemos em alta voz dizendo Senhor Aviva a tua obra em nossas Vidas. QUANDO SE NECESSITA DE UM AVIVAMENTO ? QUANDO A FALTA DE AMOR : 1º JO 3.14-16 Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte. Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. QUANDO HÁ DESUNIÃO E DIVISÃO, DISSENSÕES, CIÚMES E MALECENSIA ENTRE OS QUE PROSFESSAM SER RELIGIOSOS QUANDO O MUNDANISMO PENETRA NO MEIO DO POVO DE DEUS: 1º JO 2.115-17 Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
FALTA TERMINAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário